De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto de Engenharia de Gestão (IEG) em um dos principais grupos de CSCs do país, mais da metade das empresas respondentes possuem a área de Compras em seu CSC.

Dos diversos processos centralizados na área de compras dos CSCs, a atividade de Criação/Processamento de Pedidos de Compras faz parte do escopo de todos os Centros de Serviços das empresas consultadas. E em 92% dos casos, essa atividade é feita para todos os tipos de pedidos, tanto materiais diretos, indiretos e até mesmo serviços.

Segundo a pesquisa, para a realização desta atividade 92% dos Centros de Serviços possuem uma equipe específica para realizar a criação de pedidos e enviar ao fornecedor. Esta criação de pedido é dada através de um sistema. Foram citados diversos softwares, entretanto, os mais apontados foram o Sistema SAP e Protheus, ambos de empresas tradicionais no setor tecnológico.

Por ser uma área importante da companhia, é fundamental que o desempenho seja medido e acompanhado. Por isso, mais de 90% das empresas participantes possuem KPIs de controle. Somente através de indicadores sólidos e eficientes o gerenciamento da área pode ser avaliado com precisão e de maneira correta. eriais diretos, indiretos e até mesmo serviços.

As empresas participantes do levantamento apontaram uma vasta quantidade de indicadores que utilizam em seus Centros. Entre eles, pode-se citar: Produtividade individual; Qualidade do atendimento de solicitações (% de assertividade); Saneamento da base de dados (% cadastros revisados materiais, clientes e fornecedores); Índice Aprovação técnica no prazo; Número de agendamentos diários (grade) para recebimento pelo operador logístico; Quantidade de pedidos emitidos, entre diversos outros.

Dessa forma, pode-se observar que a área de Compras vem se tornando comum no escopo dos CSCs brasileiros, realizando processos voltados tanto para compras indiretas como para as diretas. Isso se dá devido à alta sinergia que a área apresenta entre as unidades de negócio de uma companhia. Além disso, vale ressaltar que o modelo de Serviços Compartilhados fortalece a importância de acompanhamento de indicadores de desempenho, fato que possibilita um melhor controle das informações da companhia.